segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Partido Rebublicano Cristão

Desde 2001 estou presidindo o Conselho Político Nacional da CGADB – Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, e ladeado por uma equipe de excelentes companheiros, temos procurado despertar no povo cristão o sentimento de cidadania, afim de que possamos como cidadãos, contribuir para um Brasil melhor.

Agora já no fim de 2007, iniciamos uma trajetória de enorme ousadia. Criamos o PRC – Partido Republicano Cristão, um partido político com a nossa cara, com os nossos ideais, com a marca do povo cristão.

Nos seus primeiros dias o PRC idealiza uma luta que necessitará do envolvimento de todos; alterar a redação da Lei No.6.802 de 30 de Junho de 1980 que institui a Nossa Senhora Aparecida como padroeira do Brasil. Motivados pela busca da valorização do Estado Democrático de Direito e por ser o Brasil um Estado laico, propusemos ao Deputado Federal Victorio Galli, membro da Assembléia de Deus de Cuiabá-MT, que desse entrada no projeto de alteração da lei, que recebeu o No. PL 2623.
A proposta não sugere uma guerra santa, mas a coerência democrática com o espírito da tolerância religiosa que felizmente desfrutamos em nosso país.
Como está, já há 27 anos por força de Lei, todos os brasileiros – independente se católico apostólico romano ou não – têm a Nossa Senhora Aparecida como padroeira. Sugerimos então que a Lei seja alterada sem deixar de atender àqueles que praticam a fé católica apostólica romana.

Precisamos da mobilização de todos para que o PL 2623 não seja arquivado, mas possa, ao passar pelas comissões, ir a plenário para ser votado.
Estarei a partir de agora como um soldado na luta pela aprovação da Lei no Congresso Nacional. O PRC convida você para entrar nessa luta democrática!

Para mais informações ou opiniões mande um e-mail para mim: pronaldof@gmail.com

4 comentários:

Fernando disse...

Como cristão, venho expor minha opinião a respeito do assunto.
Mais um vez se comprova que as religiões estão se tornando grandes partidos políticos, acabou aquela imagem de Cristo, não existe mais seus ensinamentos. Hoje tudo é superficial, tudo é fazer política, ganha que tem o povo na mão, e como a grande massa são de pessoas humildes, são influenciadas através da fé.
É um absurdo! Religião não é democracia, é dogma! É fé! Não se pode tolerar a criação de um partido político para fins religiosos, fere o bom senso, a coerencia, a democracia! Temos que ter representates do povo voltados para o interesse sócio-econômico do país, para o seu desenvolvimento social.
Agora, entrando no assunto, é um tanto petulante da parte deste Sr. em querer mudar a cultura histórica de um país. Mesmo não sendo católico, sei que o catolicismo faz parte da história do Brasil, foi e ainda é a religião predominante, mesmo os evangelicos crescendo. Nâo se pode alterar a história do país! Isso é palhaçada!
Um conselho que dou seria voltar sua luta, seu suor, sua dedicação por melhores condições de vida para o povo que o elegeu, mais respeito para/com seus votos!

Clau disse...

Pastor...sou uma admiradora do seu ministério..e vim aqui para te dizer que o senhor é uma brnção para nossa geração..bj no coração..pazzz do Senhor

Clau disse...

Pastor...sou uma admiradora do seu ministério..e vim aqui para te dizer que o senhor é uma brnção para nossa geração..bj no coração..pazzz do Senhor

Gregório disse...

REVERENDO AKI É O PASTOR GREGORIO MOLERO DE SÃO VICENTE (ministério de santos) sei que vc conhece rsrsrs. paaso á reflexão; quem tiver a oportunidade de criar um partido apartir de janeiro de 2009.acredito que sera muito bem sucedido pois a única opção que os novos eleitos tem de sairem de seus paridos que foram eleitos é adentrando em um partido recem criado. ou seja se a ASSEMBLEIA DE DEUS criar um partido apartir de janeiro de 2009 ele ja nasce grande ai teremos 2 anos para elegermos uma grande bancada de deputados . abração meu e-mail é macgregorsv@ig.com.br tel 97437980(013) abração